Dia Internacional das Florestas: Presidente do Município de Cabeceiras de basto visita projeto integrado a convite do ICNF

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, a convite da Diretora Regional do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), Sandra Sarmento, acompanhou no dia 23 de março, a plantação de pinheiros silvestres no baldio de Gondiães, na Serra da Cabreira, iniciativa que assinalou o Dia Internacional das Florestas.

 
ICNF


Para além do presidente da Câmara e da diretora do ICNF, marcaram igualmente presença, nesta visita, o Gabinete Técnico Florestal de Cabeceiras de Basto, o presidente da Junta de Freguesia de Gondiães e Vilar de Cunhas, o presidente do Conselho Diretivo dos Baldios de Gondiães, técnicos e sapadores da Comunidade Intermunicipal do Ave (CIM do Ave) e colaboradores do ICNF.

 
 


Na oportunidade, foram visitados trabalhos de um projeto integrado que está a ser executado com meios próprios do ICNF e outras plantações adjacentes. O principal objetivo destas ações são a arborização com espécies autóctones adaptadas à região, o aproveitamento de regeneração natural de espécies nativas e a execução de ações de defesa da floresta contra incêndios, como sejam o fogo controlado e a implementação de faixas de gestão de combustíveis.


Algumas destas ações estão a ser implementadas no baldio de Gondiães, freguesia de Gondiães e Vilar de Cunhas, onde se situa uma mancha de pinheiro bravo que se prolonga para os concelhos vizinhos de Boticas, Montalegre e Ribeira de Pena, formando uma das maiores manchas desta espécie do país.

 
 


Procurando recuperar áreas ardidas e aumentar a resiliência dos povoamentos existentes, o ICNF em co-gestão com as unidades de baldio e em estreita articulação com a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, tem vindo a desenvolver um conjunto de ações de recuperação de áreas ardidas em todo o Perímetro Florestal da Serra da Cabreira.

De referir que nos últimos dois anos, neste perímetro florestal, foram arborizados 52 hectares com espécies folhosas e resinosas, financiados pela IBERDROLA no âmbito das Medidas de Compensação do Sistema Eletroprodutor
do Tâmega, designadamente pela construção da barragem de Daivões.

 


Para além desta arborização, no biénio 2019/2020 foram executados 435 hectares de gestão de combustíveis, 62 hectares de controlo de invasoras lenhosas e beneficiados 66 km de rede viária florestal.


Neste Dia Internacional das Florestas, o presidente da Câmara Municipal destacou o importante papel da floresta no nosso Município no contexto ambiental, social e económico, nomeadamente para as comunidades locais.

 

Por sua vez, a diretora do ICNF, concordando com a visão do edil Cabeceirense, enalteceu o trabalho da autarquia e do seu Gabinete Técnico Florestal, salientando a perfeita articulação de todas as entidades envolvidas na valorização e preservação da floresta.

Comentários

comentários

Você pode gostar...