Equipa da UMinho vence prémio europeu sobre obesidade infantil

Uma equipa da Escola Superior de Enfermagem da Universidade do Minho venceu um prémio europeu por criar um guia prático que previne a obesidade de crianças em creches.

 
uminho

O projeto distingue-se pelas novas abordagens, por envolver pais e educadores e inclui um livro com diversas dicas, como a ingestão de mais água, fruta, hortícolas, oleaginosas e variedade de alimentos. Por outro lado, reconhece as creches como um palco fundamental de promoção de estilos de vida saudáveis e de prevenção da obesidade.

 
 

O “Prémio de Melhor Programa Nacional de Formação” foi agora atribuído pela Associação Europeia para o Estudo da Obesidade (EASO) e pelo Consórcio Europeu para Pessoas que Vivem com Obesidade (ECPO), no âmbito de uma iniciativa evocativa do Dia Mundial da Obesidade 2020 e 2021. A equipa laureada inclui Rafaela Rosário, Cláudia Augusto, Silvana Martins, Maria José Silva e Ana Duarte.

“Esta distinção reconhece a relevância da prevenção da obesidade em idades precoces, o envolvimento familiar e comunitário e a promoção da saúde e dos estilos de vida”, refere Rafaela Rosário. “Além disso, é atribuída por duas entidades ímpares da área, o que nos deixa honradas e mostra que na UMinho e em Portugal se faz trabalho de qualidade”, realça.

 
 

O programa de formação hands-on, agora premiado, “constituiu em geral uma mais-valia para todas as partes envolvidas”. O livro desenvolvido para os pais de crianças pequenas e educadores de infância enfatiza a ingestão de alimentos por vezes preteridos em idades precoces, como a fruta, os hortícolas e as oleaginosas.

“Deve haver insistência dos familiares e educadores nestes produtos e não deve haver receio de se experimentar alimentos novos”, diz Rafaela Rosário. “A obesidade é um grande desafio para a sociedade com implicações muito sérias ao longo da vida do indivíduo e temos que a enfrentar, em especial nos primeiros anos de vida”, acrescenta

 

Comentários

comentários

Você pode gostar...