Espaços do Hospital de Famalicão ganham ânimo e cor

O Hospital de Famalicão ganhou cor. Seguindo o princípio de que a arte cumpre a sua função nos locais mais improváveis, A Casa ao Lado requalificou e decorou espaços da Unidade de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA), com pinturas artísticas que são uma homenagem aos profissionais de saúde e que funcionam também como uma receção mais calorosa dos utentes. O trabalho foi desenvolvido pela referida entidade artística em parceria com o CHMA e a empresa famalicense Arga Tintas, no âmbito da iniciativa «Programar em Rede», promovida pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.

 
Famalicão

“Criar um ambiente harmonioso, agradável e tranquilo, a espaços conotados a dor, stress e doença, homenageando, de igual forma, as equipas técnicas, enfermeiros e auxiliares que fazem o Espaço Hospital”, foi o objetivo d’A Casa ao Lado com a concretização deste projeto cultural, aprovado no Conselho Municipal da Cultura, em 2020. O processo criativo passou por decorar alguns espaços hospitalares com imagens gráficas que remetiam para as áreas técnicas hospitalares, com “expressões de alegria, agradecimento, liberdade e esperança expressas em mãos, gestos (…) de forma a que seja um espaço onde as pessoas se sintam bem”, indica A Casa ao Lado.

 
 

As intervenções artísticas na Unidade Hospitalar de Famalicão (Centro Hospitalar do Médio Ave EPE) decorreram, entre julho e agosto de 2021, no Corredor Central do Hospital, espaço que atravessa todo o Hospital e que a equipa hospitalar utiliza com frequência, e na área de Consultas Externas, onde diariamente utentes aguardam as suas consultas e exames, assim como na parte exterior do edifício, nomeadamente, na área de Patologia Clínica.

Refira-se que o Centro Artístico A Casa ao Lado tem como missão a dinamização social e cultural com e para a comunidade através da educação artística, inclusão social através da arte e intervenções urbanas. Desde o seu início, em 2005, todos os projetos têm como base gráfica, histórias, lendas e/ou personalidades nos locais em que intervêm, de forma a criar uma marca identitária, de coesão social e territorial. Esta não é a primeira intervenção da entidade artística no CHMA, sendo que, em 2017, realizaram uma pintura artística na área de Oncologia, da Unidade Hospitalar de Famalicão.

 
 

Recorde-se que o «Programar em Rede» é uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão desde 2016, destinando-se a apoiar, anualmente, um projeto cultural que seja promovido em conjunto por várias associações e instituições do concelho com atividade no domínio cultural que tenham sede em Vila Nova de Famalicão ou, não possuindo, promovam atividades de interesse municipal. A avaliação e decisão do projeto vencedor é da responsabilidade do Conselho Municipal da Cultura. A Casa ao Lado venceu a quinta edição do projeto municipal, em 2020, tendo arrecadado 10 votos, em 15 possíveis.

Comentários

comentários

 

Você pode gostar...