Há artesanato barcelense para apreciar em vários espaços comerciais

A partir deste mês e até setembro, há artesanato de Barcelos exposto em vários espaços comerciais do país.
De Viana do Castelo a Coimbra, de Guimarães ao Porto, sem esquecer Braga, para criar novos contextos promocionais e comerciais para os artesãos locais, numa perfeita comunhão entre tradição e espaços de contemporaneidade e de consumo.

 
arte

Serão três exposições, cinco cidades e outros tantos centros comerciais que recebem exemplares do que de mais genuíno se faz em Barcelos. Além de exibir e promover a criatividade e a qualidade dos mestres artesãos locais em várias produções, a iniciativa pretende enquadrar o artesanato de Barcelos em contextos diferentes e para outros públicos.

 
 

A par do Galo de Barcelos, ícone identitário do país e peça maior da arte popular, o concelho distingue-se, entre outros, pela olaria e pelo figurado.

“O Mundo Fantástico do Galos de Barcelos” chegou ao CoimbraShopping esta terça-feira, 8 de junho, e por lá estará até ao próximo dia 27. A exposição, que se assume como uma afirmação categórica da excelência dos artesãos de Barcelos, seguirá depois rumo ao NorteShopping, onde estará exposta entre 27 de agosto e 5 de setembro.

 
 

Já o GuimarãesShopping tem exposta “Alegres por Tradição, Minhotas de Coração”, até 8 de julho. A exposição explora as representações do quotidiano, com especial enfoque para a indumentária distintiva de condições sociais, e pretende apresentar as diferentes perspetivas da mulher minhota pelo olhar de artesãos de Barcelos. A partir de 9 de julho e até 26 de setembro, a mesma exposição ficará patente na Estação VianaShoppping.

Por fim, o Nova Arcada, em Braga, recebe, de 19 de junho a 18 de julho, “São de Barro… mas são Santos, são os Santos Populares”, uma exposição que transforma a fé e a santidade num produto de excelência cultural.

 

Estas exposições inserem-se no projeto “Cultura no Centro”, desenvolvido pela Sonae Sierra, com o objetivo de apoiar artistas e entidades nacionais de âmbito criativo. Neste sentido, ao longo do ano, serão realizadas várias atividades e movimentos artísticos nos centros comerciais geridos pelo grupo, de forma a tornar a cultura acessível a todos e a promover os clusters criativos.

Ao “Cultura no Centro”, Barcelos candidatou-se com o projeto “Barcelos, Cidade Criativa”.

 

Comentários

comentários

Você pode gostar...