Legislativas 2022: PSD avança para o terreno no distrito de Braga por “um novo rumo de desenvolvimento que trate os portugueses e o país todo por igual”

Com expectativas positivas e uma mensagem afirmativa para “um novo rumo de desenvolvimento que trate os portugueses e o país todo por igual”, o líder da lista de candidatos do PSD pelo distrito de Braga, André Coelho Lima, assinalou hoje o arranque da campanha no terreno.

 
andre

Numa conferência de imprensa em Guimarães, André Coelho Lima vincou o programa de governo proposto pelo PSD e por Rui Rio, destacando medidas concretas de rigor na gestão pública e ganhos orçamentais, de forma a recuperar o investimento público e assegurar o compromisso de reduzir a carga fiscal sobre as famílias e as empresas.

 
 

representatividade dos territórios do distrito de Braga nos candidatos a deputados apresentados pelo PSD é um garante de proximidade e serviço às populações locais. Nesse contexto, o cabeça de lista social-democrata assumiu a motivação na “luta pelo futuro do nosso país” e a confiança na valorização das potencialidades da região.

“Mobilizam-nos as nossas gentes e as nossas terras. Pretendemos fazer com que o nosso distrito assuma a sua posição de terceiro eixo populacional do País e se afirme, cada vez mais, com uma voz ativa e participante nas decisões nacionais”, reiterou o deputado e também vice-presidente do PSD.

 
 

Num discurso ambicioso quanto ao futuro do país, André Coelho Lima alertou para “a necessidade e a urgência de um novo governo que recoloque Portugal num caminho de desenvolvimento sério e recupere da cauda da Europa em que o atual governo colocou o país – que está agora atrás até dos países de Leste nos mais diversos indicadores de desenvolvimento”.

“É a hora de Portugal ter um governo reformista e que, de forma sensata, corajosa e realista, possa desenvolver o nosso País e trazer esperança aos portugueses. Isso só é possível com um primeiro-ministro competente, credível, cumpridor, como todos reconhecemos que é Rui Rio”, afirmou o Líder social-democrata.

 

Falta de investimento com efeitos desastrosos no distrito

O cabeça de lista do PSD denuncia os efeitos desastrosos da falta de investimento público durante os últimos seis anos de governo PS, com impacto especialmente negativo no distrito de Braga, desde acessibilidades com importância decisiva para a economia, ao já conhecido colapso na saúde, a desqualificação do sistema educativo e a crise social com agravamento dos índices de pobreza.

 

A situação é agravada pelas sucessivas demonstrações de incompetência do governo PS e dos seus membros, “em prejuízo efetivo de todos os portugueses”. Exemplos disso são o bloqueio no processo da construção do hospital de Barcelos, a sala de hemodinâmica do Hospital Senhora da Oliveira que está pronta há três anos mas que se mantém fechada por, “oficialmente, estar fora da rede de referenciação do país”.

Evidências mais públicas da incompetência socialista são a degradante situação ao nível da Administração Interna, sob a tutela do agora afastado Eduardo Cabrita, e as respostas sistematicamente tardias aos impactos da pandemia.

São incompetências do mesmo governo que, ainda há menos de uma semana, dizia – ao arrepio das competências que lhe estão atribuídas – nada ter a ver com os procedimentos para assegurar o direito ao voto por parte das pessoas em isolamento por casa da Covid-19. Felizmente foram corrigidos”, conforme denunciou Coelho Lima, numa conferência de imprensa onde esteve acompanhado pelo líder concelhio e também candidato a deputado, Bruno Fernandes, e pelo diretor de campanha concelhio, Carlos Caneja.

Comentários

comentários

 

Você pode gostar...