Livro “Sociedade e Crise(s)” assinala 44 anos do ICS-UMinho

O Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade do Minho assinalou esta segunda-feira o seu 44º aniversário com várias iniciativas, que, por razões de segurança sanitária, ocorreram apenas nas plataformas online. O programa incluiu mensagens do reitor Rui Vieira de Castro, da presidente do ICS, Helena Machado, e do presidente do Conselho do Instituto, Manuel Pinto, o lançamento do livro “Sociedade e Crise(s)”, o concurso de fotografia “Representações da(s) Crise(s)”, que distinguiu os trabalhos de Joana Pinto e Sara Balonas, a abertura de uma exposição online com as imagens daquele concurso, o Prémio Almedina para a estudante Ângela Martins e momentos musicais da ex-aluna Maria José Cunha.

 
Instituto Ciências Sociais

O destaque do aniversário projetou-se no livro “Sociedade e Crise(s)”, uma obra com 22 ensaios de investigadores do ICS sobre a modernidade como um tempo que se vive de crise em crise. O volume de 172 páginas tem a chancela da UMinho Editora e é coordenado por Madalena Oliveira, Helena Machado, João Sarmento e Maria do Carmo Ribeiro. “O conceito de crise é caro às Ciências Sociais – do ambiente à educação, da cultura à ciência, a análise crítica das sociedades traduz-se hoje numa análise de momentos de interrupção, de descontinuidade, de alteração (por vezes, abrupta) das condições de vida”, consideram os autores, notando que “as crises são momentos de depressão dos valores instituídos, mas também pontos de viragem histórica e civilizacional”.

 
 

A obra é de acesso livre e reúne depoimentos de Alexandra Esteves, Alice Delerue Matos, Ana Maria Nogales Vasconcelos, Rosa Cabecinhas, Ana Paula Marques, Emília Araújo, Rodrigo da Costa Dominguez, Fernando Bessa Ribeiro, Anabela Carvalho, Flávio Nunes, Paulo Remoaldo, Virgínia Teles, António Bento Gonçalves, António Vieira, Francisco Costa, Teresa Ruão, Sara Balonas, José Gabriel Andrade, Jean-Martin Rabot, Ivo Domingues, Helena Machado, Joel Felizes, Manuel Gama, Moisés de Lemos Martins e Sara Pereira.

ICS é uma das maiores unidades de ensino e investigação da UMinho, tendo valências nos campi de Gualtar (Braga) e Azurém (Guimarães). Integra 78 docentes, 15 funcionários e 1400 estudantes, distribuídos por seis licenciaturas, nove mestrados e seis programas doutorais. Está organizado em quatro departamentos: Ciências da Comunicação, Geografia, História e Sociologia, além de quatro centros de investigação: o Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS), o Laboratório de Paisagens, Património e Território (Lab2PT), em parceria com a Escola de Arquitetura, e os polos do Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS-UMinho) e do Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA-UMinho). O site oficial do Instituto é www.ics.uminho.pt.

 
 

Comentários

comentários