Município de Esposende adere a campanha das Nações Unidas para as Cidades Resilientes

O Município de Esposende assinou a carta de compromisso para as Cidades Resilientes – “Making Cities Resilient 2030 – MCR2030”, uma iniciativa promovida pela Estratégia Internacional das Nações Unidas para a Redução de Desastres.

 
esposende

A sua missão passa por garantir que as cidades se tornem inclusivas, seguras, resilientes e sustentáveis até 2030, contribuindo diretamente para o cumprimento do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS 11) “Desenvolver cidades e assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”, e outras estruturas globais, incluindo o Marco de Sendai para Redução do Risco de Desastres, o Acordo de Paris e a Nova Agenda Urbana.

 
 


No Dia Internacional para a Redução de Catástrofes, que hoje se assinala, o Município assume o compromisso de sensibilizar para a necessidade do desenvolvimento de ações que contribuam para prevenir riscos e reduzir vulnerabilidades, aumentando a resiliência
das comunidades e a capacidade de antecipação e resposta face à ocorrência de acidente graves ou catástrofes.


O “Making Cities Resilient 2030” visa, por um lado, fortalecer a ligação entre o Município e entidades nacionais e, por outro, a ligação entre as partes interessadas intersetoriais e transversais na cidade, bem como as ligações entre diferentes cidades e regiões. Neste
contexto, o Serviço Municipal de Proteção Civil é o ponto de contato da campanha das Nações Unidas para as Cidades Resilientes – “Making Cities Resilient 2030 – MCR2030”.

 
 


O Dia Internacional para a Redução de Catástrofes (International Day for Disaster Reduction – IDDR), que se assinala anualmente a 13 de outubro, foi instituído pelas Nações Unidas, em 1989, com o propósito de sensibilizar governos, organizações e cidadãos de todo o mundo para a necessidade de desenvolverem ações que contribuam para este objetivo.

Comentários

comentários

 

Você pode gostar...