Pedro Pichardo e Miguel Monteiro condecorados por Marcelo Rebelo de Sousa

O atletismo olímpico e paralímpico esteve uma vez mais nos salões do Palácio de Belém, por ocasião da receção e da cerimónia de condecoração a dois dos seus mais destacados representantes: o campeão olímpico Pedro Pichardo e o medalhado de bronze paralímpico Miguel Monteiro.

 
pedro pichardo

Na cerimónia, presidida por Sua Excelência o Senhor Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, que salientou os bons serviços prestados a Portugal pelos condecorados, o campeão olímpico de triplo-salto, Pedro Pichardo, recebeu a Grã-Cruz da Ordem do Mérito, e o medalhado de bronze de lançamento do peso nos Jogos Paralímpicos, Miguel Monteiro, foi agraciado como Comendador da Ordem do Mérito. Patrícia Mamona, em estágio, não esteve presente e receberá a sua condecoração noutro momento protocolar.

 
 

A breve cerimónia foi testemunhada pelo presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, pelo ministro da Educação, Brandão Rodrigues, pelos familiares dos atletas e pelos representantes do Comité Olímpico de Portugal (o seu presidente, José Manuel Constantino, que também foi condecorado, o seu secretário geral, José Manuel Araújo, e o Chefe de Missão a Tóquio, Marco Alves), do Comité Paralímpico de Portugal (com o seu presidente, José Lourenço, o vice-presidente, Luís Figueiredo, e a Chefe de Missão a Tóquio, Leila Marques Mota), o presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, Jorge Vieira, e outros dirigentes federativos.

No final da cerimónia, Pedro Pichardo, campeão olímpico do triplo-salto, reconhecia o grande “significado que tem esta distinção tão grande, que me deixa muito orgulhoso. Ser distinguido pelo senhor Presidente da República é muito importante para mim e para a modalidade, para que possamos continuar a trabalhar juntos e a levar ainda mais alto o atletismo”, mais à frente, em jeito de confidência e de descontração, o “desejo de lutar pelos triunfos nos Mundiais de atletismo, quer em pista coberta quer ao ar livre, a ver se consigo mais distinções…”

 
 

Para o lançador Miguel Monteiro, “esta distinção é muito especial, pois poucos são os atletas que podem orgulhar-se de serem condecorados pelo Presidente da República, que assim demonstra que está atento ao desporto paralímpico e olímpico. Isto motiva-nos para continuar a trabalhar, porque não queremos ficar por aqui”.

Para além dos representantes do atletismo e do presidente do COP, foram ainda condecorados Jorge Fonseca, bronze no judo, e Norberto Mourão, canoísta paralímpico, ambos tendo conquistado medalhas de bronze nos Jogos de Tóquio 2020.

 

Comentários

comentários

Você pode gostar...