PJ detém trabalhador florestal que ateou incêndios em Vieira do Minho e Amares

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, identificou e deteve ontem, fora de flagrante delito, o presumível autor de dois crimes de incêndio florestal.

 
Fogo

O primeiro ocorreu em setembro de 2020, numa freguesia do concelho de Amares, e o segundo no passado dia 23 de março de 2021, na freguesia de Soengas, concelho de Vieira do Minho .

 
 

Os incêndios consumiram principalmente vegetação herbácea e mato, não tendo atingido maiores proporções e atingido manchas florestais de dimensões consideráveis devido à intervenção dos Bombeiros e terceiros.

O detido é um indivíduo do sexo masculino, com 26 anos de idade, trabalhador florestal, que ateou os incêndios com recurso a chama direta, tendo por base motivos fúteis.

 
 

As diligências realizadas pela PJ permitiram a recolha de elementos de prova, que conduziram à detenção do indivíduo que, hoje, será presente à autoridade judiciária competente para primeiro interrogatório judicial.

Comentários

comentários

 

Você pode gostar...