Que País é este e para onde caminha?

Nesta semana não poderia deixar passar em claro o caso de Odemira e das condições desumanas a que se sujeitam trabalhadores imigrantes.

 

E não posso deixar passar em claro porque este é o estado do País que tanto falo aqui semanalmente.

 
 

Não, isto não pode suceder num país da União Europeia no Séc. XXI. Isto não pode suceder em lado nenhum, muito mais num País como o nosso.

Mas confesso… O pior não é isto acontecer, realizado por empresários sem qualquer tipo de escrúpulos. O pior é isto acontecer, sabermos hoje que todos os responsáveis tinham conhecimento e que ninguém fez absolutamente nada por estes homens e mulheres, como se pudessem esperar o tempo que fosse preciso…

 
 
© TVI24 Odemira já não esconde racismo contra imigrantes: “O ideal é que desaparecessem”

Confesso-vos… Mas que País é este e para onde caminha?

 

Que tipo de gente é esta que está no Governo com os votos dos portugueses?

Pois, é exatamente o mesmo Governo e os mesmos ministros que permitem que morram portugueses queimados em incêndios; o mesmo Governo que permite que estrangeiros sejam espancados até à morte num aeroporto; o mesmo Governo que permitiu milhares de mortes na pandemia porque não soube preparar as pessoas; é o mesmo Governo que tem as sondagens que tem, apesar de tudo isto.

 

Sim, é verdade. Hoje sabemos que o Presidente da Câmara Municipal de Odemira sabia o que se passava com aqueles imigrantes. Hoje sabemos que o Governo sabia o que se passava com aqueles imigrantes. Hoje sabemos que o SEF sabia o que se passava com aqueles imigrantes. Hoje sabemos que a Segurança Social sabia o que se passava com aqueles imigrantes.

Hoje sabemos que toda esta gente não se importou com seres humanos… seres humanos como todos nós… que apenas tiveram a infelicidade de um dia escolher (ou serem escolhidos, porque efetivamente já me acredito em tudo) Portugal para tentar a sua sorte…

Sorte? Eu disse sorte?

Esta gente não podia estar pior… Porque pior do que isto, só tratados como na segunda guerra pelos Nazis… ou tratados nos Gulags da extinta União Soviética…

 

E tantos e tantos a apontar o dedo… tantos e tantos com a xenofobia e o racismo na boca… e tantos e tantos milhões para papeis, reuniões e declarações da treta… e nem uma mão. Nem um desabafar público… nada…

Tudo isto se passou num País onde se fazem manifestações por dá cá aquela palha. Tudo isto se passou num País que se diz dos primeiros a abolir a escravatura.

Tudo isto se passou e todos sabiam… Tudo isto continuaria, se não fosse o bendito Covid para esta gente…

Não há dúvida… quando nos temos de regozijar porque alguém está infetado com o vírus, está tudo escrito sobre a sociedade em que vivemos.

Podre… e em putrefação.

VERGONHA, Portugal…

VERGONHA…

A vergonha que nenhum responsável político deste Governo tem… e não a tendo, o português teria que as pedir e a sério…

Mas não… o povo é sereno… até com a escravatura.

Que vergonha tenho.

PS: acabo de saber que o Ministro da Administração Interna sobre a pedido de demissão realizado pelo Chega, IL e CDS declarou “Coitado do CDS. É um partido Naufrago”. Pois a resposta a este ser é apenas uma: Antes naufrago que assassino, vigarista e sem vergonha. Mais vale ser um partido com 1% de votos e honesto, que ter 50% e não se ter coluna vertebral, princípios e ter presidentes corruptos.

Comentários

comentários

Você pode gostar...